Bernat Martorell

São Jorge e o Dragão – 1434/35

Descrição do produto

  • Reprodução em alta definição com tinta pigmentada

 

  • Impressão em altíssima qualidade em tecido canvas traduz a mesma aparência de uma tela de pintura com aspecto artístico.

 

  • Tecido “flexível”, de aparência rústica, podem ser tencionados (esticados) em chassi de madeira ou receber moldura.

 

______________________________________________________________________________________________________________________________________________

DETALHES DA OBRA:

Título da obra: Saint George and the Dragon (São Jorge e o Dragão)

Arista da obra: Bernat Martorell  (Espanhol)

Ano da obra: 1434-1435

Técnica original da obra: tempera no painel

Dimensões originais da obra: 155,6 × 98,1 cm

______________________________________________________________________________________________________________________________________________

HISTÓRIA E CURIOSIDADES DA OBRA:  

Bernat Martorell foi o maior pintor da primeira metade do século XV na Catalunha, no nordeste da Espanha. Aqui representado é o episódio mais frequentemente representado da lenda popular de São Jorge, em que o cavaleiro cristão modelo salva uma cidade e resgata uma linda princesa. Concebida no elegante estilo gótico internacional decorativo, a pintura era originalmente o centro de um retábulo dedicado a São Jorge, que aparentemente foi feito para a capela do palácio do governo catalão em Barcelona. Essa cena central era cercada por quatro painéis narrativos menores, agora no Museu do Louvre, em Paris, e provavelmente foi encimada por uma imagem perdida de Cristo na Cruz. Aqui São Jorge, em seu corcel branco, triunfa sobre o dragão maligno. Uma riqueza de detalhes observados com precisão intensifica o drama. Vestida com um roupão forrado de arminho, a princesa usa uma coroa dourada sumptuosa sobre o cabelo ondulado vermelho-dourado. Seus pais e seus súditos observam o espetáculo das paredes distantes da cidade. O halo e a armadura de George e o corpo escamoso do dragão são ricamente modelados com uma decoração de estuque elevada. Martorell também tratou o solo, repleto de ossos e rastejando de lagartos, de maneira animada, dando-lhe uma textura arenosa. (Museum of the Art Institute of Chicago)