Vincent van Gogh

Gate in the Paris Ramparts – 1887

Descrição do produto

REPRODUÇÃO DE OBRA DE ARTE 

  • MOVIMENTO: pós – impressionista
  • Arista da obra: Vincent van Gogh  (holandês)

 

ARTE DIGITAL (simula técnica utilizada na arte tradicional / obra de arte multimídia)

    • Reprodução em alta definição com tinta pigmentada
    • Impressão em altíssima qualidade em tecido canvas traduz a mesma aparência de uma tela de pintura com aspecto artístico.
    • Canvas (80% algodão + 20 % poliéster): tecido “flexível”, de aparência rústica.
    • Podem ser tencionados (esticados) em chassi de madeira, estrutura leve e prática: é pendurar na parede (adquira opção tela pronta para pendurar).
    • Podem receber moldura (adquira a opção tecido enrolado e procure seu moldureiro para escolher uma moldura que a valorize).

 

 

______________________________________________________________________________________________________________________________________________

DETALHES DA OBRA ORIGINAL:

Título da obra: Gate in the Paris Ramparts (Portão nas muralhas de Paris)

Arista da obra: Vincent van Gogh  (holandês)

Ano da obra: 1887

Técnica original da obra: lápis, caneta e tinta, aquarela, em papel

Dimensões originais da obra: 24.1 cm x 31.6 cm

______________________________________________________________________________________________________________________________________________

HISTÓRIA E CURIOSIDADES DA OBRA:  

No verão de 1887, Van Gogh fez quatro desenhos em aquarela das muralhas da cidade em torno de Paris. Este é provavelmente o Porte de Clichy – um dos 25 portões que levam à capital francesa.
A paisagem urbana animada é repleta de pequenas figuras e detalhes como o bonde puxado por cavalos. Van Gogh inspirou-se nesse desenho nas cenas de rua lotadas em gravuras japonesas. As cores brilhantes dessas impressões também estimularam sua criatividade. Esta paisagem urbana é um dos poucos desenhos que ele fez em Paris. Ele trabalhou principalmente em pintura a óleo sobre tela durante seu tempo lá e desenvolveu uma paleta de cores mais brilhante e moderna. Cor e brilho também desempenham um papel central neste desenho em aquarela. (Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent Van Gogh Foundation))