Claude Monet

A praia de Sainte-Adresse – 1867

Descrição do produto

  • Reprodução em alta definição com tinta pigmentada

 

  • Impressão em altíssima qualidade em tecido canvas traduz a mesma aparência de uma tela de pintura com aspecto artístico.

 

  • Tecido “flexível”, de aparência rústica, podem ser tencionados (esticados) em chassi de madeira ou receber moldura.

 

______________________________________________________________________________________________________________________________________________

DETALHES DA OBRA:

Título da obra: The Beach at Sainte-Adresse (A praia de Sainte-Adresse)

Arista da obra: Claude Monet (Francês)

Ano da obra: 1867

Técnica original da obra: óleo sobre tela

Dimensões originais da obra: 75,8 × 102,5 cm

______________________________________________________________________________________________________________________________________________

HISTÓRIA E CURIOSIDADES DA OBRA:  

No verão de 1867, Claude Monet ficou com sua tia em Sainte-Adresse, um subúrbio afluente da cidade portuária de Le Havre, perto da casa de seu pai. As pinturas que ele produziu naquele verão, poucas das quais sobrevivem, revelam o início do desenvolvimento do jovem artista do estilo revolucionário que viria a ser conhecido como impressionismo. Em sua busca para capturar os efeitos das mudanças do clima e da luz, Monet pintou a praia de Sainte-Adresse.out-of-doors em um dia nublado. Ele dedicou a maior parte da composição ao mar, céu e praia. Estes ele retratou com largas folhas de cor, animadas por pinceladas curtas que articulam ondas azuis suaves, nuvens brancas e suaves e areia de marfim. Enquanto pescadores cuidam de suas tarefas, um pequeno casal relaxa na beira da água. Monet não exibiu este trabalho publicamente por quase dez anos depois que ele o completou. Em 1874, ele se uniu a um grupo diverso de artistas de vanguarda e afins para montar o primeiro de oito exposições independentes. Ele incluiu Sainte-Adresse no segundo desses shows impressionistas, em 1876. (Museum of the Art Institute of Chicago)